Conheça os canais de proteção à criança e à família durante pandemia do novo coronavírus
17/04/2020 09:31 em Direitos Humanos/Cidadania
  • Repórter Agência do Rádio/Agência do Rádio Mais - Matéria nos enviada por email
  • Data de publicação: 16 de Abril de 2020, 10:25h
  • A imagem da capa do site Multisom é meramente ilustrativa e foi retirada de arquivos da internet/Google

Foto: UNICEF

Em tempos de pandemia e isolamento social, crianças e adolescentes podem estar mais expostos a diferentes formas de violência física, sexual e psicológica. E protegê-los é função de todos nós!

O  oficial de proteção à criança do UNICEF no Brasil, Augusto Souza, explica que a pandemia não pode ser justificativa para violar os direitos de meninas e meninos. Ele conta o que pode ser feito em casos de violência e deixa uma mensagem. 

“Se você for vítima de violência física ou sexual, saiba que o primeiro passo é buscar atendimento médico. Procure a unidade de saúde de referência mais próxima de você. E denuncie. Se você testemunhar, suspeitar ou souber de alguma criança ou adolescente vítima de negligência, violência, exploração ou abuso, também pode denunciar no Disque 100. Os conselhos tutelares, as polícias e o Judiciário seguem trabalhando. O conselho tutelar do seu bairro deve ser o canal mais rápido para ajudar a proteger as crianças e adolescentes contra todas as formas de violência. Procure o número e peça ajuda. A rede de proteção do seu município deve estar funcionando, mesmo que em regime de plantão. Caso algum canal não funcione, procure a rede de assistência social do seu município, eles poderão fazer a ponte com os serviços disponíveis. Todos nós somos responsáveis por proteger cada criança e cada adolescente. A sua ação pode salvar vidas.”

Augusto reforça que o Disque 100 é o canal para fazer as denúncias que atentem contra os direitos humanos de crianças, adolescentes e mulheres. A ligação é gratuita e você não precisa se identificar. Faça sua parte.  

Estar bem informado é essencial para proteger você e a todos à sua volta. Compartilhe informações seguras com sua família, amigos e colegas. Saiba mais sobre as ações do UNICEF contra o coronavírus no site unicef.org.br.

Agência do Rádio

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE